Rúben

Aquele que crê no Senhor saberá distinguir e compreender os fatos da melhor forma possível.

Significado do nome Rúben

Os significados mais literais aplicados a este nome são ‘eis um filho‘ e ‘filho da visão‘, mas existem outras traduções mais metafóricas que permitem compreender o título como ‘aquele que vê‘ ou ainda ‘quem tem clareza‘, destacando a importância da sabedoria para se viver melhor e dentro dos príncipios divinos. Rúben faz diversas alusões à capacidade de enxergar as situações além dos limites, extraindo diversos sentidos do entendimento que se pode obter em diferentes ocasiões.

Rúben, você é meu primogênito, minha força, o primeiro sinal do meu vigor, superior em honra, superior em poder.

Gn 49:3

Origem do nome Rúben

Rúben advém da forma hebraica original Re´uben, cuja composição é resultado de uma aglutinação ocorrida entre o verbo ra´a, que também pode ser compreendido como “ver”, e o substantivo ben, literalmente traduzido como “filho”. Sua correspondência no inglês é Reuben, próxima do hebraico, ao passo que em línguas antigas como o grego e o latim as versões assumidas são Rouben e Ruben.

O idioma português apresenta distintas variantes deste nome masculino: Rubem, Rúbem, Rubens, bem como o diminutivo Rubinho são alguns exemplos.

Rúben na Bíblia

Foi o primogênito da união entre Jacó e sua primeira esposa Lia (Gn 29:32). Ele foi punido pelo pai por ter se relacionado com a escrava Bila, perdendo assim o direto de herança bem como a licença para ser um líder entre seus irmãos, posto que ficou sob a batuta de José, que foi posteriormente protegido por Rúben quando outros membros da família quiseram o fim dele. Este apoio por ele concedido fez com que retomasse o respeito perdido pelo pecado de outrora. Ele teve quatro filhos: Enoque, Palu, Hezrom e Carmi (Ex 6:14); além de sido o ancestral maior da grande tribo dos rubenitas (Nm 1:21).

Seu nome é mencionado em mais de oitenta passagens das Escrituras Sagradas, sendo que a maioria delas está localizada no livro de Josué, pertencente ao Antigo Testamento, enquanto apenas uma ocorrência se dá no Novo, no volume do Apocalipse.