Assuero

A liderança e o respeito são apenas consequências para aqueles que sustentam um caráter firme e honesto.

Significado do nome Assuero

Assuero tradicionalmente significa ‘rei‘ e ‘líder‘, embora possa ser traduzido também com outras acepções como ‘chefe‘ ou ‘príncipe leão‘, denotando assim uma imensa capacidade de nobreza e a louvável rigidez de um caráter hábil em manter seus príncipios apesar das circunstâncias. Este nome fornece interpretações sobre a liderança perante outrém e as consequentes dificuldades dessa tarefa, que devem ser superadas com instinto e ousadia, porque isto fará a aceitação alheia ocorrer de forma imediata e natural.

Depois disto impôs o rei Assuero tributo sobre a terra, e sobre as ilhas do mar.

Et 10:1

Origem do nome Assuero

Assuero é proveniente da forma persa Achashwerosh, que posteriormente se tornou Akhashverosh no idioma hebraico.

Com a representação Ahasuerus no inglês, este nome para homens possui a variação Assuério na língua portuguesa.

Assuero na Bíblia

Também conhecido como Xerxes I, foi um rei persa, filho de Dario – o Grande. Os historiadores colocam ele como um homem de feitos peculiares: atravessou o Helesponto em uma ponte confeccionada com barcos, derrotou os espartanos em plena Termópilas e também queimou Atenas. Nas Escrituras, recebe relevante destaque em duas ocasiões. A primeira delas é quando ele expulsa de seu reinado a esposa Vasti, porque ela se recusa a se apresentar perante todos em um banquete oferecido aos nobres do reino a fim de comemorar a expansão do império da Pérsia (Et 1:16-19). A outra se dá quando ele aceita o clamor feito por sua nova esposa Ester, chamada em hebraico de Hadassa, para que tivesse misericórdia pelos judeus, que haviam sido falsamente acusados de deslealdade por Hamã, um de seus mais importantes ministros (Et 8:1-7). Há ainda um outro personagem assim intitulado, trata-se do pai de Dario, da linhagem dos medas (Dn 9:1).

O nome Assuero aparece diretamente na Bíblia Sagrada apenas em algumas traduções como a Almeida Corrigida e Fiel (ACF), onde está mencionado em trinta passagens do Velho Testamento, majoritariamente no livro de Ester.