Elcana

O zelo é uma demonstração de amor contínua e pura.

Significado do nome Elcana

Os principais significados de Elcana são ‘Deus criou‘ e ‘o Senhor adquiriu‘, mas existem outras acepções que podem ser muito bem aplicadas como ‘o zelo do Pai‘ ou ainda ‘criado por Ele‘, demonstrando assim uma contundente homenagem ao dom de criador que só o Todo-Poderoso possui. Este nome trata também da onipotência divina, capaz de cuidar e prezar por suas criações.

Eli abençoava Elcana e sua mulher, dizendo: ‘O Senhor dê a você filhos desta mulher no lugar daquele por quem ela pediu e dedicou ao Senhor’. Então voltavam para casa.

1Sm 2:20

Origem do nome Elcana

Elcana é derivado da forma hebraica Elkan ou Elqanah, cuja composição é resultado da soma entre os verbetes El, traduzível por ‘Deus’, e qanah, que também pode ser compreendido como um correspondente do verbo ‘criar’. A sua variação no idioma inglês é Elkanah.

Este nome para homens também possui a versão feminina Elke, utilizada no hebraico.

Elcana na Bíblia

Ele foi o pai do profeta Samuel e teve duas esposas, Ana, que foi estéril durante quase toda sua vida, e Penina. Elcana vivia em Efraim, mas viajava todos os anos para o santuário de Siló, onde o culto era comando por Eli e seus filhos Finéias e Hofni. Ali ele exercia sua fé e pedia bençãos ao Senhor para que ele permitisse que sua mulher, cujo sofrimento por não ter filhos aumentava cada vez mais, pudesse se recuperar desta angústia. Por meio de muitas orações e uma promessa por ela feita, o homem se tornou o progenitor de um dos mais importantes profetas bíblicos. Há ainda outros sete homens assim nomeados nas Escrituras, são eles: um dos filhos de Coate (Ex 6:24); um benjamita que desertou para o lado do rei Davi (1Cr 12:6); um oficial de corte de Acaz (2Cr 28:7); três homens das listas onde constam os levitas (1Cr 6:23, 6:26, 9:16) e um porteiro da Arca da Aliança (1Cr 15:23).

Este nome aparece citado diretamente na Bíblia Sagrada em vinte passagens do Velho Testamento, onde ocorre predominantemente no primeiro livro de Crônicas.