Judas

O arrependimento sincero é uma forma honesta de louvação.

Significado do nome Judas

Tradicionalmente Judas significa ‘louvor‘ e ‘louvado‘, mas também admite algumas outras acepções distintas como ‘aquele que louva a Deus‘ ou ainda ‘aquele que recebe louvações do Senhor‘, tratando-se assim de um nome cuja maior relação de significado se dá entre a adoração ao Pai e as ótimas consequências que isto traz em forma de bençãos divinas por Ele enviadas. Suas interpretações perpassam a noção de uma dádiva muito gratificante.

Quando Judas, que o havia traído, viu que Jesus fora condenado, foi tomado de remorso e devolveu aos chefes dos sacerdotes e aos líderes religiosos as trinta moedas de prata.

Mt 27:3

Origem do nome Judas

Judas é derivado a partir da forma hebraica original Yehudah, que posteriormente se tornou Ioudas e Iudas nos idiomas grego e latino, respectivamente. A língua inglesa também utiliza a versão Jude, além de apresentar uma variante semelhante à portuguesa.

As variações deste nome masculino que mais se distinguem do português são Yidel e Yudel, ambas advindas do iídiche.

Judas na Bíblia

Dos sete homens que recebem este título nas Escrituras, o apóstolo Judas Iscariotes é o mais conhecido deles, principalmente pelo famoso episódio em que ele infelizmente entrega Cristo para os romanos em troca de algumas moedas de prata, se tornando assim um dos nomes mais desprezados na história da humanidade, sempre associado à traição e à deslealdade (Mt 26:14-16).

Outros personagens assim chamados são: Tadeu, que também era um dos doze apóstolos (Lc 6:16); o autor da epístola homônima, irmão de Tiago (Jd 1:1); Judas Barsabás, que foi escolhido junto a Silas para levar uma carta comunicando a decisão tomada pela igreja de Jerusalém que optava por aderir aos ensinamentos de Cristo (At 15:22); o homem de Damasco que oferece abrigo a Paulo após ele ficar cego (At 9:11); um rebelde da Galiléia (At 5:37) e o irmão de Jesus (Mt 13:55).

Seu nome é citado em quarenta e duas passagens do Novo Testamento da Bíblia Sagrada, com maior incidência no livro de João.